O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

40

COMANDANTE DO 17º BATALHÃO DIZ QUE OS RESULTADOS DO PRIMEIRO MÊS DO CPM COLÉGIO JOSEFINA SÃO "FANTÁSTICOS"

Local

Terça-Feira, 19 de Março de 2019

No dia 18 de fevereiro, foi implantada a Filosofia Militar no Colégio Josefina. A aluna relata que todos da escola estão muito mais engajados, e diz que “está muito feliz”. O Cel. Mascarenhas, já sonha com a instalação do Colégio Militar em Guanambi em 2020.


O Ten. Cel. Arthur Mascarenhas, comandante do 17º Batalhão de Guanambi, participou ontem (18), da tribuna livre da sessão da Câmara de vereadores para comemorar o primeiro mês do Projeto de militarização do Colégio Municipal Josefina Teixeira de Azevedo.



“Os resultados são fantásticos, em apenas um mês nós conseguimos juntamente com os professores e diretores mudar a realidade daquela escola, não só da parte criminal, disciplinar, mas da parte pedagógica”, abre enfaticamente o seu discurso, o Cel. Mascarenhas.



Ele indaga todos perguntando, o que mudou no colégio? De acordo o Cel. Mascarenhas o que apenas mudou foi a sua vulnerabilidade social, os problemas de tráfico de drogas e criminalidade na porta da escola.



A implantação do Projeto CPM aconteceu de “forma democrática”, afirma o Comandante. Foi articulada com a direção, professores, pais e alunos. “Alguns professores no início tinham um certo ceticismo na implantação deste projeto, por não conhecer, mas fomos dialogando com o Conselho Municipal de Ensino, apresentamos ao Conselho Tutelar, Ministério Público da área de Educação, Infância e Adolescência e a própria Câmara de Vereadores, onde apresentamos o regimento interno e abrimos para as sugestões”, explica o comandante.



De acordo o Cel. Mascarenhas, no ano passado, o professor gastava 20 minutos para pedir silencio e controlar a disciplina em sala, e dividia a sua atividade de planejamento educacional em olhar na porta da sala pra ver se tinha traficante, marginal e pra ver se tinha aluno escondendo drogas em árvores ou pulando muro. “E hoje, apenas uma criança em um minuto controla o silencio exercendo sua cidadania e protagonismo de valorizar a educação”, afirma. 



O comandante também deixa perguntas para a população refletir sobre a filosofia de ensino: “Como é que este modelo não vai dar certo? Como é que este modelo está equivocado? Como é que este modelo é criticado por setores que não conhecem o verdadeiro objetivo desta escola?



Foi colocado pelo comandante que dos 10 colégios melhores pontuados no IDEB na Bahia, nove são colégios militares, a exemplo do Colégio Militar de Vitória da Conquista que há nove anos consecutivos é pontuado o melhor da Bahia. De todos os colégios da rede pública e privada da Bahia, dois são colégios Militar.



Alana Letícia Devoto, aluna do colégio há quatro anos, deu o seu recado e falou da mudança de cada aluno em relação a indisciplina que existia, “hoje a escola está mais limpa, mais organizada e harmoniosa, antes ninguém conseguia entender o que os professores estavam falando em sala de aula, pois tinham alunos atrapalhando com conversas paralelas e saindo da sala o tempo todo sem permissão,  hoje com os instrutores é muito diferente, o aluno só sai da sala de aula por necessidade ou permissão. É importante também falar que agora nos sentimos parte da escola e temos muito mais responsabilidade”, relata Devoto.



A Filosofia Militar implantou um novo sistema que os alunos já absorveram, conforme Alana revela, “toda semana um aluno líder da sala que é chamado ‘Xerife’, tem como dever zelar por sua sala e a tranquilidade dela, e tem também dois alunos que fazem a limpeza da sala de aula. Agora temos o aluno do dia que tem como dever de cuidar de todas as turmas no seu devido turno e zelar pelo colégio”.



A aluna relata que todos da escola estão muito mais engajados, e diz que “está muito feliz”, e conclui  pedindo o engajamento da comunidade.



O Cel. Mascarenha, finalizou sua participação anunciando se possível a instalação do Colégio Militar em Guanambi em 2020 para que os alunos do CPM Josefina concluam o ensino médio.



Os vereadores entregaram ao comandante do 17º BPM, Ten. Cel. Arthur Mascarenhas, e a Diretora do Colégio Josefina, Eliana Correia, uma moção de aplausos pelo trabalho.



Os vereadores aprovaram os projetos de lei autorizando o poder executivo doar a UNIFG e a FIP Guanambi uma área para construção do centro de atendimento à população na área de saúde. O projeto foi aprovado com emendas da vereadora Eponina Gomes e do vereador Nal Azevedo, que fixa o envio de um relatório trimestral dos atendimentos. Veja cópia dos projetos do Executivo:


FONTE: PORTAL FALAVOC~E.COM- NEIDE LÚ


Últimas Notícias

Edições Anteriores

AGOSTO-2019

O POPULAR

Rua Aloisio Azevedo, n°260 - Bairro Villa Nova
(77) 3451-5116