O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

28

DEM ACUSA FERNANDO HADDAD DE FAZER "SHOWMÍCIO" EM SALVADOR

Sábado, 27 de Outubro de 2018

Por Rodrigo Daniel Silva- Tribuna da Bahaia


Apoiador da candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República, o presidente do Democratas na Bahia, o deputado federal José Carlos Aleluia, acusou a campanha de Fernando Haddad (PT) de fazer em Salvador um ‘showmício’, que é proibido pela legislação eleitoral.  O petista desembarcou na capital baiana, ontem, onde fez uma caminhada ao lado do governador reeleito Rui Costa (PT) do bairro de Ondina até a Barra. No ponto final do trajeto, a campanha informou que teria apresentações dos artistas Lazzo Matumbi, Gabriel Póvoas, J. Veloso, Aspiral do Reggae, Juliana Ribeiro e outros. Após o anúncio, Aleluia disse que ingressou com dois pedidos de liminar para barrar os shows, uma no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) e a outra no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 


"A promoção de um showmício após a caminhada do PT é um atentado grave à Lei Eleitoral que deve ser coibido e levar à punição de quem está se achando acima da lei. Não podemos nos acostumar a viver em um estado em que tudo que é feito em favor do partido do governador seja tolerado. A Bahia não é propriedade do PT", criticou.


Aleluia disse ainda que, no dia 28 de setembro, a cantora Daniela Mercury já tinha comandado um ato político-partidário contra o candidato Jair Bolsonaro. Segundo o democrata, a  ação contou com música e banda, o que configura crime eleitoral. "Estamos vendo diariamente infrações à Lei Eleitoral acontecendo em Salvador e no estado da Bahia, sempre em favor do candidato do PT. O governador está tentando passar uma imagem de que ele, seu partido e seu candidato estão acima da lei. Não estão. Faço um alerta para que prefeitos e vereadores não caiam na besteira de agir contra a lei, pois estaremos vigilantes e vamos denunciar", declarou Aleluia. 


Presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, negou que as apresentações dos artistas configurem um showmício. “É mais um factóide. Não tem showmício. Vamos fazer uma caminhada. Alguns artistas estão aqui. Se tiver qualquer manifestação lá [no Farol], ele [Haddad] não vai participar. A legislação não permite nem que ele fale”, declarou o petista.





Últimas Notícias

Edições Anteriores

OUTUBRO-2019

O POPULAR

Rua Aloisio Azevedo, n°260 - Bairro Villa Nova
(77) 3451-5116