O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

54

"BARRIGUDAS" AMEAÇADAS DE EXTINÇÃO

Regional

Terça-Feira, 23 de Fevereiro de 2021






A Barriguda já foi uma árvore fácil de ser encontrada na nossa região, com o tempo o desmatamento foi eliminando-as, nos dias atuais, ela está virando raridade em nossa região. Juntamente com o umbuzeiro, a Barriguda armazena água em caule e resiste muito bem à seca durante o período de estiagem no sertão. Hoje em extinção, é raro encontrar um pé dessa bonita e imponente árvore.



CURIOSIDADES!

A Barriguda é conhecida por paineira, isso se deve ao fato de seus frutos quando secos liberarem a paina, que antigamente usava-se muito para encher travesseiro. Árvore típica do Brasil, muito encontrada na Caatinga, sendo bastante resistente a seca já que guarda água em seu interior. Possui um caule gordo (daí o nome Barriguda) podendo chegar a 1 metro de diâmetro, nele há uma incidência enormes de espinhos. A madeira é mole, leve e de pouca durabilidade. Suas flores são brancas ou róseas. O fruto aparenta a um mamão verde, porém, ao contrario do mamoeiro esses ficam pendurados nas galhas feitos pinhas e não no caule. As sementes enquanto dentro dos frutos estão envoltas a paina que ao serem levadas pelo vento, quando os frutos rompem, acaba ajudando na dispersão. Ela pode chegar, quando adulta, a 10 a 15 metros de altura. Possui copa larga e muito ramificada. No inverno perde toda a folhagem e ganha às flores.



Foto: Barriguda em Caturama- Antônio Pereira









Últimas Notícias

Edições Anteriores

FEVEREIRO-2021

O POPULAR