O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

56

AUMENTO DE CÃES NAS RUAS DE GUANAMBI AMEAÇA SAÚDE DA POPULAÇÃO

Local

Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2018


SEM VACINAÇÃO, CÃES NAS RUAS É AMEAÇA PARA A SAÚDE DA POPULAÇÃO





O cão é o melhor amigo do homem. O título já é milenar, mas há exceções. O aumento incontrolável do número de cães abandonados pelas ruas da cidade tem preocupado a população Guanambiense. Infelizmente, perambulando nas ruas e sem os cuidados necessários, estes animais se tornam uma ameaça real de doenças para crianças, adultos e idosos. Nesta terça-feira, 20, O Popular Classificados recebeu várias denúncias sobre cães perambulando pelas ruas da cidade. “Não há um horário específico. Tenho medo de ir trabalhar de manhã, ou de voltar de um dia de serviço e encontrar com uma ‘fera’”, diz uma senhora do Bairro Vila Nova que não quis se identificar, mas que foi vítima de ataque de cão.



RAIVA CANINA



Além de representarem um risco físico, os cães também podem ser um poderoso transmissor de doenças, a principal delas é a Raiva Canina, que possui alguns tipos e fases e é considerada incurável, por isso é essencial à prevenção por meio da vacina.  Além disso, pelo fato dos cães serem, em sua maioria, animais domésticos, são os principais transmissores da doença para os humanos.  A evolução da doença, tanto nos animais quanto no homem, se dá de forma rápida. Seus sintomas neurológicos são, por exemplo, falta de coordenação motora, ataxia, agressividade, entre outros.  Após passar o período de incubação e iniciados os sinais clínicos, não há tratamento e a doença é invariavelmente fatal. A moradora disse ao POPULAR que espera que o poder público se conscientize dos riscos que os cães abandonados estão causando à população e tomem medidas em acordo com o MP e as ONGs de animais que exitem em Guanambi e também agilize a construção do Centro de Controle de Natalidade Canina, espaço que está sendo construído pela prefeitura de Guanambi e que em funcionamento poderia castrar 50 animais por mês, totalizando 600 ao ano, o que  diminuiria em médio prazo, a população de cães que vagam pela cidade. Enquanto não entra em funcionamento, e sem controle algum, os “vira-latas” vão se multiplicando e a cada dia torna-se um sério problema na saúde pública de Guanambi.  








 


Jorge Jornais- O Popular Classificados


Últimas Notícias

Edições Anteriores

JUNHO-2018

O POPULAR

Rua Aloisio Azevedo, n°260 - Bairro Villa Nova
(77) 3451-5116