O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

41

ESCLERODERMIA DESAFIA A MEDICINA

Saúde

Quarta-Feira, 27 de Dezembro de 2017



Doença, que enrijece a pele e afeta órgãos internos, é subdiagnosticada por não ser conhecida.



Uma doença tem desafiado os médicos brasileiros. Trata-se da Esclerodermia. Doença autoimune que traz sérias complicações à pele e aos órgãos internos e que, embora tenha data dedicada à sua discussão, é desconhecida não só por pacientes, mas também por grande parte dos profissionais de Saúde. Estima-se que sejam registrados em torno de 30 a 300 casos para cada 1 milhão de pessoas no mundo.
A enfermidade classifica-se em dois tipos: sistêmica, que afeta sistemas internos do organismo, além da pele, e localizada, que caracteriza-se por lesões exclusivamente na pele.

Os sintomas, que se apresentam por meio de manchas e dores nas articulações, confundem o diagnóstico. “Muitas outras doenças podem ter quadro de dor articular, como artrite reumatoide, podendo, assim, ser falsamente diagnosticada”, afirma o médico reumatologista Paulo Chicarone Pereira.
As causas da doença, que não é contagiosa nem hereditária e acomete mais mulheres, são desconhecidas. “Existem hipóteses não confirmadas de que pessoas que passaram por grande trauma físico ou psicológico têm chance maior de desenvolver a esclerodermia”, explica o especialista.
A doença não tem cura e o tratamento varia conforme o caso. “A principal meta é controlar a esclerodermia. Os medicamentos dependem da situação de cada paciente. Se não diagnosticada ou tratada, a doença pode matar, já que atinge os órgãos. Então, o importante é ter diagnóstico precoce para entrar com tratamento o mais rápido possível”, ressalta Pereira.



“A esclerodermia é patologia que causa de incapacidade laborativa ao óbito, então, é muito importante a conscientização das pessoas a respeito dela, principalmente na área da Saúde, na qual é bastante comum encontrar profissionais desinformados e desumanizados”, destaca Ana Paula.



 


 


AGÊNCIA ESTADO


Últimas Notícias

Edições Anteriores

OUTUBRO-2019

O POPULAR

Rua Aloisio Azevedo, n°260 - Bairro Villa Nova
(77) 3451-5116