O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

32

JORNALISTA ARI DONATO LANÇA "TROPEIROS, NA TRILHA DO AMOR"

Cultura

Quinta-Feira, 29 de Setembro de 2016


O livro fala de tropas em tropeiros na região de Beija-Flor, nos anos 1912


O Guanambiense Ari Donato, lançará nos próximos dias o seu primeiro livro de ficção, "Tropeiros, na trilha do amor". “Tropeiros, na trilha do amor” é uma edição com 285 páginas, onde o autor apresenta a ficção entrelaçada com a História. O livro mostra a presença de tropas e tropeiros na região sudoeste da Bahia, já na divisa com o norte de Minas Gerais, ao tempo em que registra práticas e vivências do início do século XX.


O enredo do livro enfoca o período de 1912 a 1922, com narrativa no tempo real dos acontecimentos. A história transcorre no arraial de Beija-Flor, atual Guanambi, quando o leitor é transportado para a época, numa conexão com datas e fatos. A linguagem, a comunicação e o comércio; o vestuário, a culinária e a cultura; a política, a educação e a medicina, tudo acompanha os moldes predominantes na região.


A história vai da saída e ao retorno de uma tropa, de Beija-Flor à região do Recôncavo, na Bahia, para concluir com a reafirmação da oligarquia no exercício do poder no Brasil. O filho de um coronel, recém-formado em leis, abre a janela do seu gabinete, em Beija-Flor, e visualiza seu futuro no Parlamento.


Ari Donato tem publicado três livros, editados pelo Tribunal de Justiça da Bahia, sobre as atividades do Programa SER no interior da Bahia: “Caravanas, histórias do Programa do Programa SER no interior da Bahia (2011)”, “Caravanas II, outras histórias do Programa SER no interior da Bahia (2012)” e “Caravanas III, cônicas do Programa Ser no interior da Bahia (2014)”.


A 3ª Semana Literária acontece no edifício-sede do Tribunal de Justiça da Bahia, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). A visita aos estandes, das 9 às 16h30, é aberta ao público em geral. As apresentações artísticas e culturais acontecerão no horário das 12 às 14 horas.


O projeto do Tribunal de Justiça da Bahia, que tem à frente a Diretoria de 1º Grau, a Assessoria de Ação Social e a Coordenação de Biblioteca do Judiciário baiano, faz referência ao Dia Nacional do Livro, comemorado a 29 de outubro.






Últimas Notícias

Edições Anteriores

MARÇO-2020

O POPULAR