O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

27

VILA NOVA- O PRIMEIRO BAIRRO DE GUANAMBI

Especial

Domingo, 13 de Agosto de 2017

Hoje, 14 de agosto, a cidade de Guanambi completa 98 anos. Mas, uma coisa poucos sabem: De 1920, ano de sua instalação, até 1952, Guanambi não possuia nenhum bairro, era só o centro. Mas, a partir de 1958, o então prefeito José Humberto Nunes começou a doar terrenos a pequenos agricultores de terra e assim começou a surgir o VILA NOVA, o primeiro bairro de Guanambi. Nessa matéria especial do O POPULAR, conheça melhor essa história desse bairro que já tem 60 anos.



 Lembranças históricas do Bairro Vila Nova:


O Vila Nova foi o primeiro bairro a surgir em Guanambi por volta do ano de 1952. A denominação de Vila Nova  foi dada por causa do rápido agrupamento   de  casas  ali construídas, formando uma   espécie de vila. Mais tarde, entre os anos de 1956 e 1959, a expansão do bairro foi influenciada  pelo então prefeito Dr. José Humberto Nunes, que  distribuiu  lotes para pessoas da zona rural e de  cidades vizinhas, que em busca de melhores condições de vida para seus filhos, mudaram-se para Guanambi, contribuindo decisivamente para o desenvolvimento do bairro.


Fazenda Casa Nova



O Bairro Vila Nova surgiu em terras da Fazenda Nova, resultante do desmembramento de uma das grandes fazendas de Palmas de Monte Alto,  compreendendo todo o Bairro Vila Nova, Lagoinha, Taboinha, Lajedão, Monte Pascoal, parte do Centro e Aeroporto Velho. Este desmembramento foi comprado pelo Sr. Francisco Couto, e vendido em agosto de 1917 ao Sr. José Ladeia Lobo (Dodô Lobo), que derrubou a antiga casa sede da fazenda, construindo uma nova sede, fato que deu origem ao nome da fazenda: Casa Nova, ainda hoje existente nos limites do bairro.



Em sua extensão  a fazenda possuía importantes mananciais, como a  Lagoinha e  o Lajedão, que serviram à comunidade por longos



Cemitério velho – Construído entre os anos de 1870 e 1872, situava-se à Rua Tiradentes. O último sepultamento foi registrado  no ano de 1959. Desativado nos anos 80, no seu lugar foi construída uma igreja.



Usina de beneficiamento de arroz- Construída  por volta de  1955 por Milton  Teixeira Domingues e logo depois vendida ao Sr. Jesuíno, que instalou a máquina de beneficiamento de arroz. Hoje está desativada, mas a construção ainda existe à Rua Castro Alves.



Máquina de beneficiamento de algodão – Instalada por José Antônio Gomes (Zezim Graia) em torno de  1953, onde hoje se localizam as residências de Ivana Bastos e Gilmar Andrade, na Rua Castro Alves.  Funcionava a base de caldeiras e trouxe progresso para a cidade.



Feira do Tamarindo – Era um comércio informal que acontecia debaixo de um tamarineiro ainda hoje existente na Praça Joaquim Domingues de Souza. Chegou a ser  considerada a segunda feira de Guanambi.


Fonte: Associação de moradores do Bairro


 


 


 


O Popular


Últimas Notícias

Edições Anteriores

OUTUBRO-2019

O POPULAR

Rua Aloisio Azevedo, n°260 - Bairro Villa Nova
(77) 3451-5116