O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

53

ATRIZ IANA ROCHA USA REDES SOCIAIS PARA DESABAFAR E RELATA AS DIFICULDADES DA ÁREA CULTURAL

Cultura

Segunda-Feira, 08 de Setembro de 2014


Nos últimos dias, a atriz, diretora e produtora Iana Rocha usou sua página no facebook para expor e desabafar com amigos, familiares e admiradores sua trajetória de vida até se tornar essa grande mulher que luta pela cultura na sua cidade, Guanambi-BA. Iana falou sobre sua vida no Rio de Janeiro e as dificuldades encontradas no seu caminho até hoje ainda relata seus sonhos. Leia o que Iana Rocha escreveu:


 “DESABAFEI...E PRONTO!!!
Meu sonho é conseguir construir minha sede própria para poder dar aulas de ballet e teatro gratuitamente. Pois sou formada e tenho uma escola em um local de aluguel que é particular. Infelizmente não posso atender todos que batem em minha porta diariamente me pedindo bolsas para estudar, pois o local não comporta tantos alunos, além dos que já tenho que são pagantes. Eu gostaria de oferecer aulas para a comunidade carente. Mas como eu também vivo disso, não posso abrir as portas da minha escola gratuitamente, sem ajuda de alguma empresa ou alguém interessado. Já procurei a prefeitura e alguns empresários, aguardo resposta deles. Mas mesmo assim, ofereço muitas bolsas para os cursos de arte oferecidos em minhas escola, não sendo suficiente para a grande procura de sonhos. Tentei construir meu espaço, para sair do aluguel e oferecer um número maior de aulas gratuitas mas estou com a obra parada no momento... O meu sonho na verdade é realizar o sonho de muitas crianças, jovens e adultos de minha cidade, que sonham fazer ballet, teatro, sapateado, dança, modelo e etc. Pois sou formada nisso e não tenho condições de manter uma instituição pública sozinha. Posso oferecer apenas minha mão de obra.
Todas as noites sonho oro e peço a Deus que apareça alguém que tenha o mesmo desejo que eu. Pois ter que dizer para eles, que não tem vaga ao bater na porta de minha escola, vendo as outras crianças de classe média ou mesmo classe alta, podendo estudar aqui, me corta o coração. Choro muito com isso. Agradeço a Deus pelo dom que me deu, sou contente no que faço, desse trabalho tiro o pão de cada dia. Mas não me sinto feliz e realizada.
Escutar uma mãe que não tem condições de pagar, bate em minha porta pedindo:
- O sonho da minha filha é fazer ballet, ela fica em casa na pontinha dos pés, dançando, pode dar uma bolsa pra ela? Disseram-me que você deu pra filha de fulano. Por favor! 
Como negar um pedido de uma mãe...
Aqui todos admiram meu trabalho e os que não me conhecem pessoalmente, já ouviram falar de mim, sou muito popular apesar de não me envolver em politica. Só vivo pela cultura. Recebo diariamente homenagens nas rádios, nas redes sociais e até coleciono cartinhas de admiradores. Isso me deixa muito feliz e realizada, mas, triste vendo as crianças e jovens de minha cidade no mundo das drogas e da marginalidade. Minha cidade tem pouco mais 80 mil habitantes e todos os dias acontecem assassinatos e mortes por trafico de drogas. Morei e me formei no Rio de Janeiro, onde fui realizar meu sonho de ser atriz e bailarina, no inicio contava com apoio de meus pais, que faleceram de câncer, antes de concluir os estudos. Continuei sozinha trabalhando e com apoio financeiro de amigos e de meus irmãos. Mas não desistir. Concluir artes cênicas, Dança, Jornalismo e pós-graduação em gestão da cultura. Hoje estou bem graças a tanto sofrimento. Com a perda de meus pais, sofri, vendi sanduíche e refrigerante na praia e até chorei por passar necessidade, sem querer pedir mais ajuda do que já me davam... Tive vergonha de ficar pedindo ajuda, mas não tive vergonha de trabalhar. Nunca contei isso para ninguém, pois eles não iam me deixar ficar no Rio. Tenho contatos com amigos, produtores, diretores de TV e cinema diariamente, pensei em voltar para o Rio e retomar minha carreira, pois já recebi muitos convites. Mas creio na palavra de Deus, nas promessas de Deus. E tudo que aconteceu em minha vida, para voltar, não foi por acaso. tenho uma missão aqui e não vou desistir. Amo esta terra. Voltei para minha cidade, é aqui que desejo viver e criar minhas filhas. E não vou desistir de realizar este sonho que não é só meu, mas de muitas famílias de Guanambi. 

VOU REALIZAR ESTE SONHO. EU CREIO!!!” - Disse Iana Rocha



ART E SHOW


Últimas Notícias

Edições Anteriores

MARÇO-2020

O POPULAR