O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

40

GÁS DE COZINHA TEM NOVO AUMENTO A PARTIR DE HOJE

Local

Segunda-Feira, 14 de Junho de 2021


Por Cleusa Duarte-Tribuna da Bahia


Em meio a pandemia do coronavírus, o brasileiro sofre com o aumento da energia elétrica, combustíveis, alimentação e habitação. Na última sexta-feira (11), a Petrobras anunciou aumento de 5,9% no preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o chamado gás de cozinha, a partir desta segunda-feira (14). Em Salvador, o Sindicato dos Revendedores de Gás da Bahia (Sindirevgas) afirmou que não tem como segurar os preços. Com isso, na capital baiana quem precisar comprar gás hoje vai pagar mais caro.


“A partir de amanhã (hoje) os revendedores já irão aplicar o reajuste de 5,9% de reajuste. Por parte da Petrobras foram quatro reajustes somente esse ano: janeiro, março, abril e agora em junho. Mas o segmento teve seis reajustes, em março tivemos o reajuste estadual e tivemos ainda uma correção de perdas por parte das distribuidoras que não estavam repassando os valores”, afirma Robério Souza diretor do Sindrevgas.


Robério destaca ainda que as revendedoras não têm mais como absorver tantos reajustes, “já vamos receber o produto mais caro. O aumento vai depender de cada revendedora e onde e como vai comprar”.


Segundo o Sindirevgas, o preço médio do botijão de 13kg em Salvador e Região Metropolitana até ontem estava ao redor de R$ 88.Mas existem regiões onde os consumidores terão menores valores como Cajazeiras e Subúrbio Rodoviário, "se pesquisar vai encontrar o valor mais em conta. Pode até ser encontrado por R$85,00, na segunda  já deverá estar por R $91,00. Sempre lembrando que se for delivery terá acréscimo. Em alguns bairros e se for por cartão o valor deverá estar por R$ 100,00”, finaliza Robério.


A Petrobras disse na sexta-feira que o preço do botijão no país chegava a R $104,76 no início de junho. Distribuidoras e revendedores são livres para definir se e como repassarão o aumento. O reajuste para as distribuidoras, indicou a petroleira, segue o equilíbrio com o mercado internacional e acompanha as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio, para cima e para baixo.


De acordo com a Petrobras, os reajustes são realizados de acordo com o alinhamento dos preços ao mercado internacional para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras.  A petroleira também  informou um recuo de 2% no preço médio da gasolina a partir de sábado (12), e a manutenção do valor médio do diesel.


Quem reclama do aumento do valor do botijão são as donas de casa “eu percebi que no final do ano passado ainda pagava mensalmente o valor de R$15,00 já estou pagando por volta de RS 22,00”, destaca Maria Helena Motta que utiliza gás encanado.


Já Celeste Santos, acostumada a reforçar o orçamento da casa com produção de quentinhas, coxinhas e empadas desistiu momentaneamente do negócio, “está muito caro e a totalidade de pessoas ainda não voltou ao trabalho presencial. Pagar transporte que também está mais caro e fazer comida se tornou muito dispendioso. Agora só aceito encomendas”.






Últimas Notícias

Edições Anteriores

SETEMBRO

O POPULAR