O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

30

WEB TV DE GUANAMBI SOLICITA CONCESSÃO PÚBLICA DE CANAL ABERTO PARA O MUNICÍPIO

Cultura

Quarta-Feira, 10 de Novembro de 2021

O guanambiense Lano Donato, apaixonado por música e televisão viveu 22 anos da sua visa trabalhando em São Paulo com a junção dessas duas paixões. Agora o profissional lanço uma canal de TV no YouTube e tenta a concessão de um canal aberto.


GUANAMBI – Lano Donato, guanambiense, apaixonado por música e televisão viveu 22 anos da sua visa trabalhando no estado de São Paulo com a junção dessas duas grandes paixões. Lá, o produtor de trilha sonoras desenvolveu diversos trabalhos para grandes emissoras de TV, como a Record, Globo, Rede TV, entre outras.


Guiado pelo desejo de aplicar os conhecimentos já aprendidos ao decorrer de sua trajetória profissional, Lano retorna para sua terra natal em 2017, onde se casa e conclui que Guanambi não será apenas local de passeio durante as férias, será seu novo local de trabalho. Depois que ele consolidou as técnicas de como produzir um programa de rádio, algo que já era inerente a sua profissão, Lano decide montar um estúdio de gravação em uma casa alugada no bairro Boa Vista.


Inicialmente, o produtor recebia artistas de destaque regional e nacional que estavam de passagem pela cidade para fazer shows em Guanambi e região. Mas aquilo ainda era pouco para ele. Lano considerou que os seus ouvintes estavam cansados de escutar apenas os temas pertinentes a cultura musical, é então que o produtor de trilhas sonoras decide ampliar a capacidade do seu estúdio, transformando em um estúdio de gravação de Web TV.


É a partir desse momento que nasce a emissora TV Conexão Guanambi, uma canal de TV que opera exclusivamente na Internet, por meio de uma canal no YouTube. Mas novamente Lano se inquietou, e procurou mecanismo de fazer da Web TV uma emissora de canal aberto que alcance todos os guanambiense independente da necessidade de uma internet.


“Devido a pandemia, o canal teve uma visibilidade maior, com isso conseguimos contratar 14 funcionários, mas agora são 10 contratados legais, e geramos mais de 30 empregos indiretos. Pelo fato de cobrimos eventos externos de diversos segmentos culturais, isso atraiu mais público. Aí a iniciativa privada começou a apostar na TV. A gestão atual do município também, isso melhorou até o bairro, que antes era muito esquecido”, relata o diretor da emissora.


Recentemente, Lano reuniu todos os documentos e deu entrada ao pedido de conceção pública para operar uma faixa de televisão aberta, na modalidade canal comunitário. Todos os transmites são bem rigorosos junto ao Ministério das Comunicações, órgão federal responsável por regulamentar os meios de comunicação no Pais.


O diretor do canal está feliz com os passos já alcançados até o momento. Nos próximos dias nós vamos receber aqui o pessoal da Rede TV de São Paulo. Eu já presto alguns serviços para eles. Eles vão fazer uma espécie de auditória, vão vim conhecer as instalações para ver se existe a possibilidade de retransmissão ou até uma filiação”, comemora o diretor.


TV Conexão Guanambi em números – O grupo de comunicação possui um estúdio de música, uma agência de publicidade e dois estúdios de TV. São 14 programas de televisão, entre conteúdos de jornalismo, entretenimento, religião e esporte, dividido em 12 horas diárias de programação.


Novidades na programação – Em janeiro de 2022 o canal pretende colocar 30 programas no ar. “Estamos fazendo um convênio com um órgão para exibição de uma série de filmes, documentários e curta metragens. Isso é um divisor de águas, eu acho que a TV tem quebrado algumas barreiras, aqui existia essa cultura do rádio que é muito forte, isso requer tempo”, afirmou


Nos próximos seis meses o canal irá lançar três documentários sobre a história de Guanambi. De acordo com o diretor, a inciativa é para valorizar a história local, a partir do legado que a TV deixa na cidade. Estamos produzindo o documentário “O lixão”, baseado no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de uma aluna. O de “Leocádia”, baseada na história local antes da emancipação do município e outro sobre a “Impresa de Guanambi”, nos conta Lano, diretor do canal.


FONTE: SITE FOLHA DO VALE









Últimas Notícias

Edições Anteriores

JANEIRO

O POPULAR