O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

27

APÓS 30 ANOS, BARRAGEM DE CERAÍMA VOLTA A SANGRAR EM GUANAMBI

Local

Segunda-Feira, 10 de Janeiro de 2022

Após um período de 30 anos, a Barragem de Ceraíma voltou a sangrar neste domingo (9), às 4 horas, na cidade de Guanambi.


Segundo o morador de Ceraíma Elias Teixeira , o Blog do Latinha informa a população de Guanambi que o vertedouro do açude já começou a sangrar. A barragem atingiu a cota 515 e continua chegando mais água no reservatório, que sangrou pela última vez em 1992, conforme relato e fotos abaixo sobre a história da Barragem de Ceraíma.



História da construção da Barragem de Ceraíma 








 


Segundo o livro Respingos Históricos de Teixeirinha – Domingos Antônio Teixeira, no dia 22 de julho de 1948, o Engenheiro Chefe do D.N.O.C.S. chegou na Vila do Gentio com a incumbência de executar os estudos e trabalhos preliminares da construção e das obras do Açude Público de Ceraíma. 



Em 29 de Maio de 1951, o Governo do Presidente Getúlio Vargas, através do Decreto Nº 29607, declara de utilidade pública a área do antigo Gentio para fins de desapropriação e construção do Açude de Ceraíma.



Decreto nº 29607 de 29/05/1951 / PE - Poder Executivo Federal


(D.O.U. 30/05/1951)

Declara de utilidade pública, para desapropriação, terrenos necessários à formação de açude "Ceraima" Município de Guanambi, Estado da Bahia.


DECRETO Nº 29.607, DE 29 DE MAIO DE 1951.

Declara de utilidade pública, para desapropriação, terrenos necessários à formação de açude "Ceraima" Município de Guanambi, Estado da Bahia.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando das atribuições que lhe confere o artigo 87, nº I, da Constituição,

decreta:

Art. 1º De acôrdo com os arts. 2º e 5º, alínea h e p, e 6º do Decreto-lei nº 3.365, de 21 de junho de 1941, combinados com os arts. 17 e 18 do Regulamento aprovado pelo Decreto número 19.726, de 20 de fevereiro de 1931, é declarada de utilidade pública, a fim de ser desapropriada pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Sêcas, a área de terrenos representada na planta que com êste baixa, devidamente rubricada, com 9.785.000 metros quadrados (nove milhões setecentos oitenta e cinco mil metros quadrados), necessária à formação do açude "Ceraima", no Município de Guanambi, Estado da Bahia, cujos projeto e orçamento foram aprovados pela Portaria do Ministério da Viação e Obras Públicas nº 914, de 25 de setembro de 1950, publicada no Diário Oficial de 20 de outubro do mesmo.

Art. 2º Êste Decreto entrará em vigor na data de sua publicação.

Art. 3º Ficam revogadas as disposições em contrário.

Rio de Janeiro, 29 de maio de 1951, 130º da Independência e 63º da República



Getúlio Vargas


 


 




















No dia 02 de fevereiro de 1960, uma violenta cheia provoca o rompimento da Barragem de Ceraíma. 



 


Em 31 de Março de 1966, a Barragem de Ceraíma é inaugurada conforme a placa do Ministério de Aviação e Obras Públicas – D.N.O.C.S (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas). 



Em 1992, depois de uma grande cheia em Guanambi e região, a Barragem de Ceraíma sangrou. 



Foto do livro Respingos Históricos de Teixeirinha – Domingos Antônio Teixeira.
Fotos dos acervos da Família Teixeira, de José Carlos Latinha, de Dário Cotrim e do Escritório da Codevasf de Guanambi.  


 





Últimas Notícias

Edições Anteriores

JANEIRO-2022

O POPULAR