O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

34

EDIR MACEDO É ACUSADO DE TRANSPORTAR MILHÕES EM SEU JATO ILEGALMENTE

Religião

Domingo, 21 de Novembro de 2021

A Igreja Universal do Reino de Deus em Angola foi tomada por um grupo rebelde. Segundo os dissidentes, os líderes brasileiros da instituição retiraram ilegalmente US$120 milhões anualmente do país. Montante que ultrapassa 620 milhões de reais na cotação atual.



“A imagem para representar o que acontecia em Angola era a de um saco sem fundo: tudo o que entrava saía”, afirmou o ex-pastor angolano Armando Tavares.



Um dos principais acusados é o pastor e ex-diretor da Record África, Fernando Henrique Teixeira, que chegou a Angola há onze anos e iniciou a operação de remessa dos dízimos e ofertas na fronteira.



A cada três meses a direção da igreja se organiza para fazer uma remessa de US$ 30 milhões, através de um esquema logístico engenhoso, de acordo com os rebeldes. O grupo acusador também admitiu que realizou fraudes em documentos para tirar a liderança brasileira da instituição.



Segundo o grupo, parte das remessas ilegais de dinheiro era através de viagens de carro para Johannesburgo, na África do Sul. Os dólares iam escondidos em malas, forros e até em pneus.



Logo, Teixeira viajava de avião para a África do Sul, se hospedava em um hotel, e recolhia o dinheiro que ia chegando para repassar ao bispo brasileiro, Marcelo Pires.



De Johanesburgo os valores eram levados para Portugal. O bispo Edir Macedo teria sido o responsável por esse transporte, no seu jato particular, em muitas ocasiões.


REPORTAGEM DO  SITE  GOSPEL PRIME





Últimas Notícias

Edições Anteriores

NOVEMBRO-21

O POPULAR