O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

34

PT CONQUISTA APENAS UMA PREFEITURA NOS 20 MAIORES COLÉGIOS ELEITORAIS DA BAHIA

Política

Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020

A eleição de 2020 foi marcada por resultados amargos para o PT na Bahia. O partido só conquistou uma prefeitura nos 20 maiores colégios eleitorais do estado. A sigla disputava o segundo turno nas cidades de Feira de Santana e Vitória da Conquista, e esperava vencer após as vitórias na primeira etapa da eleição. No pleito deste ano,a única petista a vencer nos principais municípios foi Moema Gramacho.


Já o MDB saltou de uma para três prefeituras. A legenda, que tinha apenas conquistado Simões Filho no primeiro turno, agora tem Feira de Santana (com Colbert Martins) e Vitória da Conquista (Herzem Gusmão). Com este resultado, a oposição liderada pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), passa a comandar 11 dos 20 maiores colégios eleitorais.


Além das três cidades já citadas, os oposicionistas vão administrar a partir do próximo ano: Salvador (com Bruno Reis), Camaçari (Antonio Elinaldo), Eunápolis (Cordélia Torres), Barreiras (Zito Barbosa), Guanambi (Nilo Coelho) e Teixeira de Freitas (Doutor Marcelo Belitardo), todos do DEM, e Santo Antônio de Jesus (com Genival) e em Juazeiro (Suzana Ramos), ambos do PSDB.


A base do governador Rui Costa caiu de 13 prefeituras em 2016 para nove. Dos 20 maiores colégios eleitorais, o PSD – comandado pelo senador Otto Alencar – foi a sigla governista que mais conquistou municípios. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foram quatro. São elas: Itabuna (Augusto Castro), Ilhéus (Marão), Alagoinhas (Joaquim Neto) e Paulo Afonso (Luiz de Deus). Em seguida, a legenda do vice-governador João Leão, o PP, teve melhor desempenho ao vencer em Candeias (Doutor Pitágoras), Valença (Jairo) e Jequié (Zé Cocá).


Em termos nacionais, com as derrotas de Marília Arraes, no Recife, e de João Coser, em Vitória, o PT amargou seu pior resultado em capitais em uma eleição municipal desde sua entrada na política. É a primeira vez que o partido não elegeu nenhum prefeito em capitais. O primeiro turno já havia sinalizado um resultado ruim para a legenda, que já não havia conseguido nenhum prefeito eleito. Também estava em segundo lugar nas duas capitais que disputava, resultado mantido ontem.


TRANSCRITO DA TRIBUNA DA BAHIA.COM


Últimas Notícias

Edições Anteriores

NOVEMBRO-21

O POPULAR