O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

40

"NÃO ESTAMOS AINDA, EM UM MOMENTO ESTÁVEL PARA UM POSSÍVEL RETORNO DAS AULAS", DIZ SECRETÁRIO DE SAÚDE DE GUANAMBI

COVID-19

Segunda-Feira, 07 de Setembro de 2020

Em entrevista concedida ao Jornalismo da 106 FM, o Secretário de Saúde de Guanambi, Manoel Paulo, trouxe esclarecimentos a respeito de ações de combate à covid-19, onde ele traçou um panorama a respeito dessas ações. Ele pontuou as Barreiras Sanitárias que hoje estão móveis e vêm realizando blitzes educativas em vários pontos de Guanambi.



O secretário ainda esclareceu sobre a remodelagem do sistema de saúde do município que se adequou as demandas que o novo vírus exige. Paulo também apontou que houve treinamento e acompanhamento aos profissionais da atenção básica, bem como de médicos, enfermeiros e outros profissionais que estão na linha de frente, atuando no combate ao coronavírus. Por fim, ele sinalizou o trabalho educativo realizado junto à população, quanto aos cuidados com à covid-19.



Manoel Paulo acenou preocupação sobre a fala do governador Rui Costa que liberou eventos com até 100 pessoas, bem como com a aproximação do período de campanha eleitoral. Manoel Paulo informou que esta questão colocada pelo governador foi facultada aos municípios. Com isso, o Secretário fez uma ressalva: “como permitir certas situações e não permitir que a Educação retorne? É um contrassenso quando se trata de evolução do cidadão, do ser humano. Só vamos conseguir vencer essas coisas através da educação”.



A reportagem da Rádio 106 FM também colocou sobre as reivindicações colocadas por universitários dos cursos de saúde em Guanambi que questionam impossibilidade de realizar os estágios em Unidades de Saúde do Município. Manoel Paulo indicou que respeita todos os protestos realizados, pois Brasil é um país democrático. Segundo Paulo, ele não entende o porquê dos alunos se comportarem dessa forma “uma vez que eles participaram de dois momentos com o Comitê de Saúde, onde fomos bem transparentes com as decisões que foram tomadas”. O secretário ainda informou que foram mostrados gráficos, exibido o cenário epidemiológico e de que forma poderia ser concebido esse retorno aos estágios em estabelecimentos de saúde no município. Paulo ainda informou que existem fatores legais e de saúde que, segundo ele, seriam os decretos (parte legal) que estabelecem a suspensão dessas atividade. Na questão de saúde que o secretário colocou que “que não estamos, ainda, em um momento estável para um possível retorno da educação”.



Por: Willian Silva – Rádio 106 FM





Últimas Notícias

Edições Anteriores

NOVEMBRO-2020

O POPULAR