O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

65

REDES SOCIAIS PREJUDICAM SAÚDE MENTAL

Saúde

Terça-Feira, 04 de Julho de 2017


Sabe aquele baixo astral que dá quando você fica muito tempo nas redes sociais? Além do tempo perdido,  as horas conectado também afetam nossa saúde mental. As redes sociais são viciantes como as drogas, afinal: quanto mais tempo você passa diante do celular ou do computador, mais tempo você quer ficar. É o que diz a pesquisa realizada pela Sociedade Real para Saúde Pública (RSPH, na sigla em inglês), na Grã-Bretanha.



De acordo com a pesquisa,  90% das pessoas entre 14 e 24 anos usam redes sociais, o que os torna ainda mais vulneráveis a seus efeitos colaterais. Ao mesmo tempo, as taxas de ansiedade e depressão nessa parcela da população aumentaram 70% nos últimos anos. Os jovens avaliados estão ansiosos, deprimidos, com a autoestima baixa, sem sono, e a razão disso tudo pode estar na palma das mãos deles: nas redes sociais.



A “vida perfeita” compartilhada nas redes faz com que os jovens desenvolvam expectativas irreais sobre suas próprias vivências. Não à toa, esse perfeccionismo atrelado à baixa autoestima pode desencadear sérios problemas de ansiedade.



Dentre as redes sociais, o Instagram foi avaliado como a mais prejudicial à mente dos jovens.



O estudo mostrou que o compartilhamento de fotos pelo Instagram impacta negativamente o sono, a autoimagem e a aumenta o medo dos jovens de ficar por fora dos acontecimentos e tendências. Sete em cada 10 voluntários que participaram do estudo disseram que o app fez com que eles se sentissem pior em relação à própria autoimagem.



Em relação às outras redes sociais ((Youtube, Facebook, Twitter e Snapchat), o estudo mostra que elas também influenciam  negativamente a saúde mental, contribuindo para privação de sono, o sentimento de ficar por fora, além de serem ferramentas  utilizadas para a prática do bullying.



Para enfrentar o problema, a Sociedade Real para Saúde Pública pediu que as plataformas de mídia social tomem medidas para ajudar a combater os sentimentos de inadequação e ansiedade dos usuários, colocando um aviso sobre imagens que foram editadas ou avisando quando a pessoa já está conectada há muito tempo.



 


Fontes: Olhar digital e Superinteressante


Últimas Notícias

Edições Anteriores

JULHO-2017

O POPULAR

Rua Aloisio Azevedo, n°260 - Bairro Villa Nova
(77) 3451-5116