O que você está procurando?

Todos os anúncios

Total de Ofertas

30

MEMÓRIAS DE GUANAMBI- DR. VÁ BOA SORTE E A EDUCAÇÃO DO POVO

MEMÓRIAS DE GUANAMBI

Sábado, 28 de Janeiro de 2023


PREFEITO VÁ BOA SORTE E A EDUCAÇÃO DO POVO



Texto: Ari Donato- Foto: Nei Pinto/Ascom TJBA/1993



Poucos meses depois de empossado prefeito do município de Guanambi, em 1993, o advogado e professor Vá Boa Sorte, 86 anos, visitou a Presidência do Tribunal de Justiça da Bahia, em Salvador, e na ocasião, entrevistado por mim na condição de jornalista da Assessoria de Imprensa do Poder Judiciário, disse que sua administração investiria em Educação.



E cumpriria a promessa, pois já em setembro de 1994 a revista Integração Bahia anunciou ter sido Guanambi escolhida pelo Ministério da Educação e Cultura uma das três cidades de médio porte do Estado como modelo educacional “pela eficiência e cumprimento na implantação do Plano de Educação para Todos”.



Por conta disso, conforme a revista, que à época trazia o pomposo nome Integração do Vale, o Ministério convidou a Secretaria Municipal de Educação para expor seu projeto educacional durante o Encontro Nacional do Plano Decenal de Educação Para Todos, em Brasília, entre os dias 29 de agosto e 2 de setembro de 1994.



“Só com educação podemos pensar em um povo senhor dos seus próprios passos”, disse o prefeito Vá Boa Sorte, na Sala da Presidência do Tribunal de Justiça, ainda no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador. Ele foi recebido, na ocasião, pelo presidente do Tribunal, desembargador Paulo Bastos Furtado.



Na administração de Vá Boa Sorte a Educação foi matéria prioritária com a aplicação de recursos chegando a 30% do orçamento do município, como ele mesmo disse ao então ministro da Educação, Murilo Hingel, durante a inauguração da Escola Agrotécnica Federal de Ceraíma, em dezembro de 1994.



Hildevaldo Alves Boa Sorte, ou Vá BoaSorte, foi vice-prefeito de Guanambi em dois períodos (1977-1983 e 1989-1990); deputado estadual de 1º de fevereiro de 1991 até 31 de dezembro de 1992, quando renunciou ao mandato para disputar a prefeitura de Guanambi, e venceu.



Na Assembleia Legislativa foi suplente da Mesa Diretora (1991-1993); vice-presidente das Comissões: Minas, Energia, Ciência e Tecnologia (1991-1992), Especial para Consolidação das Leis Estaduais (1991-1992); titular da Comissão de Constituição e Justiça (1991-1992); suplente das Comissões: Elaboração das Leis Complementares (1991), Desenvolvimento da Região do São Francisco (1991), Fiscalização e Controle (1991-1992) e CPI do Hospital da Mulher de Feira de Santana (1992), Agricultura e Política Rural (1991-1992), Saúde e Saneamento (maio/dez.1992).



Vá Boa Sorte foi procurador do município (1984-1986); primeiro presidente da Subseção Guanambi da Ordem dos Advogados da Bahia; presidente da extinta Empresa de Telecomunicações Guanambi (Tegusa); vice-diretor do Colégio São Lucas; advogado e assessor jurídico do município de Guanambi, 2008.



Na foto, Ari Donato entrevista o prefeito Vá Boa Sorte.





Últimas Notícias

Edições Anteriores

JANEIRO

O POPULAR